NOTÍCIAS

ARTIGO PUBLICADO

 

A edição de outubro de 2018 da Revista Ciência Hoje traz um artigo de José Antonio Borges sobre a matemática para alunos cegos no computador.

 

O parágrafo introdutório do artigo foi trocado na publicação. O correto é:

 

"O número de estudantes cegos nas escolas públicas vem aumentando nos últimos anos como resultado das recentes leis de inclusão do Brasil. Mas grande parte desses estudantes está excluída do processo de ensino-aprendizagem em muitas disciplinas, em particular na matemática. Os principais entraves são a leitura, a manipulação e a escrita de símbolos matemáticos. Felizmente, hoje já é possível minimizar essas dificuldades, com ajuda da tecnologia de computação e aplicação de técnicas pedagógicas."

 

Leia o artigo na íntegra.

 

 

 

 

SHIALC 2018 - "TRAJETÓRIAS DA INFORMÁTICA NA AMÉRICA LATINA E CARIBE: AUTONOMIAS, (IN)DEPENDÊNCIAS E MUITAS OUTRAS HISTÓRIAS"

 

O Simpósio de História da Informática na América Latina e Caribe é um espaço interdisciplinar para o fortalecimento de uma comunidade de historiadores da informática, além de local de contribuições das mais diversas áreas do conhecimento e de práticas profissionais dedicadas também à pesquisa sobre as relações entre informática e política, economia, trabalho, universidade, educação, mudança social, negócios, meio ambiente, políticas públicas, ciência e tecnologia, cultura, artes e humanidades.

 

O evento reúne artigos científicos, testemunhos e materiais que possam constituir um acervo da experiência dos diversos países do continente com a informática. Buscando uma maior aproximação com o campo da história da ciência e da tecnologia, em 2018 o SHIALC acontece no Rio de Janeiro, entre os dias 7 e 9 de novembro, em associação com o Scientiarum Historia - congresso do Programa de História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia (HCTE/UFRJ).

 

A associação ao Scientiarum permitiu a realização do SHIALC em um espaço cuja história se confunde com a da própria história da informática no Brasil: o Instituto Tércio Pacitti (NCE/UFRJ), uma das sedes do HCTE.

 

Mais informações na aqui.

 

 

 
PROJETO EM DESTAQUE

MEMÓRIA NCE: RESGATE DA MEMÓRIA INSTITUCIONAL


Ao completar 50 anos de existência, o NCE através de diversas ações, vem buscando preservar sua memória institucional. Uma dessas ações é a criação do site MEMÓRIA NCE, que está sendo construído para resgatar a memória institucional do Núcleo de Computação Eletrônica da UFRJ, atual Instituto Tércio Pacitti de Aplicações e Pesquisas Computacionais.


Este trabalho começou com uma grande pesquisa em relatórios e publicações institucionais, além de livros que abordavam o NCE e seus desenvolvimentos. Houve também pesquisa, organização e digitalização do acervo fotográfico antigo.  O site foi concebido para contar a história da instituição desde sua criação até o início dos anos 2000 e é dividido em décadas que apresentam textos em ordem cronológica, com informações sobre projetos de pesquisas, equipes, sistemas desenvolvidos, informatização da UFRJ, parque computacional, registro da produção científica, fotos, cursos e disciplinas oferecidas, dentre outras informações.


Também estarão disponíveis informações sobre eventos realizados, antigos coordenadores, biografias de personagens que foram ícones da computação no Brasil, e as publicações editadas pela instituição, que serão digitalizadas. Outro destaque do site são os depoimentos gravados em vídeo. Neles, os pesquisadores contam suas trajetórias e relembram momentos e fatos, constituindo assim importantes relatos de memória oral. Todos juntos, esses depoimentos tecem uma retrospectiva da história do NCE e do papel por ele representado na história da Computação na UFRJ e no Brasil.


A ideia é que este site seja aberto à colaboração de todos que tenham material histórico de interesse institucional (documentos, fotos, publicações, equipamentos, etc) e vá crescendo de forma incremental. Hoje, além da Assessoria de Comunicação Social do NCE, responsável pelo conteúdo inicial do site Memória NCE, a equipe NCEWeb vem participando ativamente da sua construção. A ideia é que no futuro próximo o Memória NCE se integre ao projeto do Museu da Computação da UFRJ, sendo ambos instrumentos de preservação e disseminação de parte da história da Computação na UFRJ, no Rio de Janeiro e no Brasil.


 


 

VIDEO NCE

 

Outros vídeos

Fique por dentro
GAMES INTELIGENTES

Utilizando metodologia de ensino apoiada na metacognição, desenvolvida por pesquisadores do Instituto Tércio Pacitti (NCE/UFRJ), a mestranda Ana Paula Cavadas, professora do Ensino Fundamental, está revolucionando a educação nas escolas públicas onde trabalha.

 

A metodologia de Games Inteligentes foi desenvolvida após muitos anos de pesquisa nas áreas de Computação e Neuropedagogia pelos professores Carlo Emmanoel Tolla de Oliveira, Carla Veronica Machado Marques e Claudia Motta, pesquisadores do NCE e docentes do Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGI/UFRJ).

 

Veja matéria do blog RioEduca.

 

 

 
PESQUISADORA DO NCE/UFRJ MEDE CAPACIDADE DE APRENDIZADO ATRAVÉS DE JOGO

Através de um jogo de computador, uma pesquisadora da UFRJ conseguiu medir a capacidade de aprendizado de alunos da rede pública e particular. Os resultados foram curiosos.

 

Veja aqui a notícia do Jornal da Band.

 

 

 
PALESTRAS NO NCE

 

Dia 11 de abril, às 10h

 

Título:  Robótica Educacional

Palestrante: Dr. Gildario Dias Lima - UFPI e TRON - Ensino de Robótica Educativa

 

 

LOCAL: Anfiteatro MOT - NCE/UFRJ

 

 

 

 

Busca
Interatividade

Parcerias
Banner
Galeria de Fotos

 

O Microsoft DreamSpark (antigo MSDNAA) é um programa da Microsoft que permite a utilização educacional e acadêmica de sua plataforma de software, servidores e ferramentas de desenvolvimento.


 

O Serviço DreamSpark (antigo MSDN AA) vinha sendo oferecido à comuinidade acadêmica pelo NCE há diversos anos. No entanto, recentemente a Microsoft modificou as clausulas contratuais do serviço DreamSpark Premium, e o serviço agora só pode ser utilizado por alunos, professores e técnicos de departamentos nas áreas de STEM (ciencia, tecnologia, engenharia e matemática).

 

Além disso, o serviço DreamSpark Premium não pode ser mais oferecido para toda a instituição academica. De agora em diante, cada departamento STEM deve ter um contrato separado com a Microsoft, para atender aos seus usuários específicos.

 

Portanto, lamentamos o inconveniente,mas as modificações contratuais colocadas recentemente pela Microsoft não permite mais que continuemos a oferecer o serviço DreamSpark da maneira como vinha ocorrendo há anos.

 

Atenciosamente

Agosto/2013

NCE / Instituto Tércio Pacitti

 

Palestra da Semana


 


Joomla extensions by Siteground Hosting