PROGRAMA e-IS EXPERT

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU SEMIPRESENCIAL

Gerência e desenvolvimento de Sistemas de Informação baseados na Internet

Novos temas: Dispositivos Móveis, Cloud Computing, Redes Sociais e Big Data.

A disponibilização de aplicações móveis é uma característica essencial de todo sistema de informação.

A operação eficiente das organizações depende do uso efetivo de quantidades gigantescas de dados (Big Data). Dados são o novo “combustível” da qual se alimentam as empresas.

A transição do modelo clássico de Data Center para o modelo em Nuvem é uma tendência irreversível. O uso eficiente desta nova tecnológica será um fator de vantagem competitiva para as empresas.


 

Motivação

O advento da Internet tem trazido enormes benefícios tanto para o individuo quanto para a sociedade em geral. A facilidade de acesso instantâneo a informações de todos os tipos e a possibilidade de troca de informações entre indivíduos, indivíduos e empresas e entre as próprias empresas transformou a Internet em uma das ferramentas de comunicação mais importantes da sociedade moderna. Enquanto que o acesso à informação facilita o dia a dia das pessoas, a troca de informações serve de base para o comércio eletrônico, uma atividade que movimenta uma grande parte do produto interno bruto da maioria dos paises desenvolvidos.

As novas tendências tecnológicas dos sistemas conectados à internet podem ser agrupadas em quatro grandes temas: mobilidade, a necessidade de utilizar a enorme quantidade de dados disponibilizados pela internet, o reconhecimento da influência das redes sociais como instrumento de comunicação para divulgação e promoção de produtos e serviços e, finalmente, como ferramenta de redução de custos operacionais, a transição dos modelos computacionais focados nos data centers para um onde a computação fica distribuída nas “nuvens”.

Entretanto, a busca das empresas por gerentes e desenvolvedores capazes de utilizar eficientemente estas novas tecnologias dificilmente encontra contrapartida nos profissionais que estão disponíveis no mercado - mesmo dentre os recém formados.

Isso ocorre porque por serem muito novas, incluem características que não foram incluídas nos cursos de formação e, como conseqüência também não são dominadas pelos líderes, gerentes de projetos e desenvolvedores de software.

O e-IS EXPERT, um curso de pós-graduação lato-sensu ministrado pelo Instituto Tércio Pacitti de Aplicações e Pesquisas Computacionais da UFRJ, de proporciona uma visão ampla e moderna do desenvolvimento de sistemas distribuídos, com ênfase nas novas tendências tecnológicas de sistemas para Internet: mobilidade, big data, redes sociais e cloud computing.

Finalmente, no e-IS EXPERT, o que existe de mais avançado em termos de engenharia de software, envolvendo técnicas de análise de risco aplicada a estimativas de custo e prazo é demonstrado na aplicação ao processo de desenvolvimento de sistemas.

 

Formato das Aulas

As aulas do e-IS EXPERT são ministradas no formato semipresencial. Nesta modalidade de ensino alunos e professores compartilham de forma mais intensa as responsabilidades pelo aprendizado, já que nem todas as aulas são presenciais.

Ao participar do e-IS EXPERT o aluno se compromete a comparecer ao local das aulas uma única manhã, por semana, para participar das aulas presenciais. Em adição, no seu próprio tempo, o aluno é solicitado a executar uma grande variedade de atividades de ensino de forma a complementar as aulas presenciais. Essas atividades remotas podem envolver a leitura e sumarização de textos, confecção de exercícios, preparação de apresentações e até mesmo realização de trabalhos em grupo, entre outras.

 

Objetivos

  • Propiciar uma visão abrangente das principais ferramentas utilizadas no desenvolvimento de sistemas distribuídos para a Internet,
  • Capacitar os participantes a compreenderem os problemas envolvidos na construção de sistemas distribuídos, assim como os métodos e técnicas que levam a sua solução, e
  • Preparar profissionais para trabalhar como lideres e gerentes de projetos de sistemas de informação para a Internet.
 

Carga Horária

O curso e-IS EXPERT oferece, ao longo de 12 meses de atividades acadêmicas, 360 horas-aula divididas da seguinte forma:

  • 180 horas-aula ministradas no formato presencial, e
  • 180 horas-aula investidas em atividades realizadas a distância.

As aulas presenciais envolvem tanto sessões expositivas com os professores das disciplinas como atividades práticas em grupo executadas nos laboratórios do e-IS EXPERT. Para cada hora de aula presencial, o participante do e-IS EXPERT deve dispor de 2 (duas) horas extra-classe, que serão dedicadas à confecção de exercícios, estudo e reflexão dos temas abordados no programa.

 

Requisitos

  • Portador de diploma de graduação, possuir experiência de três anos na área de informática e ter bom conhecimento da língua inglesa.

 

 

Tópicos Ministrados

Linguagens de Programação Java

. Programação Orientação a Objetos em Java •. Tipos, Operadores, Condicionais e Controle de Execução • . Herança, Encapsulamento, Polimorfismo, Interfaces • . Overloading e Overwriting • . Garbage Collection • Java Collections Framework

. Java Generics • . Tratamento da Exceção • . Threads e Sistemas multitarefa • Java I/O • Java Database Connectivity

Modelagem Conceitual de Sistemas de Informação

Tipos de entidades e tipos de relacionamentos • Restrições de cardinalidade •  Fundamentos de OCL (Object Constraint Language) • Tipos relacionamentos genéricos e específicos •  Retificação •  Restrições de integridade •  Tipos derivados •  Taxonomias.

Engenharia de requisitos

Estudos de viabilidade de um projeto de um ponto de vista tecnológico e organizacional;. Técnicas para levantamento e identificação de requisitos; . Análise e negociação dos requisitos; . Especificação e documentação;. Técnicas de revisão e validação dos requisitos; . Gestão de requisitos;

Arquitetura e Projeto de Sistemas de Informação

. Processo de Desenvolvimento de Software •. Modelos de Ciclo de Vida •. Arquitetura de Software •. Visões Arquiteturais: Especificações e Técnicas •. Visão Geral da UML •. Modelagem Estrutural •. Modelagem Comportamental •. Projeto Guiado por Responsabilidade •. Técnicas para identificação e modelagem de classes •. Padrões GRASP •. Padrões de Projeto (GoF) •. Padrões JEE (Core JEE Patterns) •. Refatorações

Técnicas de Acesso a Bancos de Dados

Mapeamento Objeto Relacional (ORM). Introdução a Java Persistence API. Mapeamento das Classes de Negócio. Contexto de Persistência. Mapeamentos - Relações & Herança . Mapeamentos - Coleções. Persistência Transitiva. Java Persistence Query Language . Criteria API

Desenvolvimento de Aplicações Web

Visão geral da plataforma J2EE (Containers, Servidores, IDEs) •.. Ciclo de vida, Objetos de escopo, Manutenção de estado do cliente •. Arquitetura MVC: frameworks request-driven (Struts, Spring) •.. Arquitetura MVC: frameworks event-driven: JSF •.. Tag Libraries

. Enterprise Java Beans •.. Gerência de Transações •.. Segurança

Desenvolvimento de Aplicações para Dispositivos Móveis

Arquitetura de aplicativos Android •.. Paradigmas de desenvolvimento (html5+css3 X Nativo X Hibrido) •.. Ambiente de desenvolvimento •.. Interface gráfica com usuário •.. Acesso a serviços e recursos do dispositivo móvel •. Armazenamento de dados persistentes •.. Compartilhamento de dados entre aplicações •.. Localização e mapeamentos

Técnicas de verificação e validação de Software

Conceitos de Verificação e Validação de Software • Revisões de Software• Conceitos e Definições de Testes de Software • Técnicas de Teste de Software • Estratégias de Projeto, Execução e Controle dos Testes • Tópicos em Automação de Testes

Arquitetura Orientada a Serviços

Arquitetura Orientada a Serviços e Web Services •.. Principais características: provider, consumer & registry •.. Padrões, protocolos e especificações •.. Identificação e modelagem de serviços •.. Principais tecnologias de web services: XML, WSDL, SOAP e UDDI •.. Infraestrutura SOA (ESB, Registries and Repositories etc.) •.. Governança SOA e métricas de reuso

Análise de Big Data

Overview de Big Data • Ciclo de vida de projetos de Big Data •Explorando dados com R • Teoria e métodos de modelagem estatística com Big Data: clusterização, regras de associação, regressão linear e logística, classificadores, árvores de decisão e séries temporais • Tecnologias e ferramentas: uso do MapReduce/Hadoop,para analisar dados não estruturados • Operacionalização de um projeto Big Data, criação dos produtos finais e técnicas de visualização.

Arquitetura de Computação em Nuvens

Modelos de negócio em Nuvens • Data Center virtualizado: computação, armazenamento, redes • Data Center virtualizado: desktops e aplicações • Continuidade do negócio • Iinfraestrutura e Gerenciamento de Clouds• Aspectos de segurança•Migração para Cloud

Redes sociais na Arquitetura de SI

Aplicabilidade da Análise de Redes Sociais . Redes Complexas e Redes Sociais . Tipos de redes . Principais Métricas

Identificação de comunidades . Previsão de ligações . Relacionamentos polarizados (positivos e negativos)

Ferramentas e aplicativos . Big Social Data

Metodologia da Pesquisa

Referencial Teórico • A Leitura Crítica, o Fichamento e as referencias Bibliográficas • Execução do Projeto • A fase de coleta de dados, a análise dos resultados e a redação da monografia.

Gerencia de Desenvolvimento de Sistemas

Planejamento de projetos de SW • Análise de risco qualitativa e quantitativa de projetos de SW • Avaliação financeira do retorno de projetos de SW

 
 


Fique por dentro

Busca
Interatividade
Parcerias
Galeria de Fotos

 

O Microsoft DreamSpark (antigo MSDNAA) é um programa da Microsoft que permite a utilização educacional e acadêmica de sua plataforma de software, servidores e ferramentas de desenvolvimento.


 

O Serviço DreamSpark (antigo MSDN AA) vinha sendo oferecido à comuinidade acadêmica pelo NCE há diversos anos. No entanto, recentemente a Microsoft modificou as clausulas contratuais do serviço DreamSpark Premium, e o serviço agora só pode ser utilizado por alunos, professores e técnicos de departamentos nas áreas de STEM (ciencia, tecnologia, engenharia e matemática).

 

Além disso, o serviço DreamSpark Premium não pode ser mais oferecido para toda a instituição academica. De agora em diante, cada departamento STEM deve ter um contrato separado com a Microsoft, para atender aos seus usuários específicos.

 

Portanto, lamentamos o inconveniente,mas as modificações contratuais colocadas recentemente pela Microsoft não permite mais que continuemos a oferecer o serviço DreamSpark da maneira como vinha ocorrendo há anos.

 

Atenciosamente

Agosto/2013

NCE / Instituto Tércio Pacitti

 

Palestra da Semana