Notícias

iNCE CRIA AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA UFRJ

Procurando atender melhor as unidades da UFRJ que trabalham com ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs), uma equipe do iNCE  reuniu todos esses ambientes em um único servidor otimizado. Com a nova máquina virtual, será possível fazer configurações mais adequadas e ajustes mais objetivos no sistema operacional e banco de dados. O servidor dedicado permitirá uma utilização mais racional dos recursos disponíveis. O trabalho foi desenvolvido por funcionários da Área de Suporte Computacional.

 

O novo ambiente separa de forma clara a parte administrativa da parte pedagógica, o que torna o gerenciamento mais fácil. Um exemplo é a administração do curso on-line, onde o professor tem total autonomia e não necessita de ajuda externa para gerir seu curso. Ele mesmo pode configurar o material de aula. Já a parte administrativa, fica sob a responsabilidade do pessoal técnico. O iNCE auxilia no suporte e na consultoria aos usuários desses espaços virtuais.

 

Recentemente, alunos da Cisco Academy utilizaram com êxito o AVA em uma web conferência, comprovando seu grande potencial. O sucesso desta experiência será apresentado ainda este mês no evento que reunirá as Academias Cisco, na Costa Rica.

 

Nesta fase inicial, o iNCE vem oferecendo gradativamente o serviço, mas o objetivo é  atingir 100% das unidades acadêmicas da UFRJ.

 

 

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO


Tendo tomado conhecimento pela imprensa dos fatos a respeito da autoria da fraude no Concurso da Polícia Rodoviária Federal, a Direção do iNCE tomou as medidas legais cabíveis, ou seja, determinou imediata abertura de processo administrativo para apuração da responsabilidade do funcionário.

 

 

JAYME SZWACFITER NA ACADEMIA DE CIÊNCIAS


Jayme Szwarcfiter, professor emérito da UFRJ e pesquisador do iNCE, tomou posse no último dia 3 de maio, como membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC), em cerimônia para convidados que aconteceu no Hotel Copacabana Palace.


Os membros titulares da Academia são cientistas eleitos por seus pares, dentre os mais qualificados do país. Os candidatos só podem ser apresentados por membros titulares e a eleição tem caráter competitivo. Atualmente, são 455 membros, distribuídos nas seguintes áreas do conhecimento: Ciências Matemáticas, Ciências Físicas, Ciências Químicas, Ciências da Terra, Ciências Biológicas, Ciências Biomédicas, Ciências da Saúde, Ciências Agrárias, Ciências da Engenharia e Ciências Sociais.


Em sua carreira acadêmica, o professor Jayme já recebeu os mais importantes prêmios e títulos, entre eles: Prêmio Álvaro Alberto de Ciência e Tecnologia (MCT/CNPq, 2001); Prêmio Mérito Científico da Sociedade Brasileira de Computação (2005); Prêmio Destaque Científico do CCMN/UFRJ (2006) e o grau de Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico (MCT, 2006).


Jayme Szwarcfiter possui publicações relevantes nas áreas de Teoria da Computação e Matemática Discreta, totalizando cerca de 100 artigos em periódicos, 200 trabalhos em conferências e dois livros. Orientou cerca de 30 doutores, muitos dos quais ocupam posições de destaque como pesquisadores e docentes de diversas universidades do país e do exterior. O professor foi membro do Comitê Assessor de Ciência da Computação do CNPq por 5 mandatos, entre 1978 e 2010.


Junto a outros colegas da UFRJ, Jayme Luiz Szwarcfiter foi uma personalidades promovidas à classe da Grã Cruz do Mérito Científico, mediante decreto do então Presidente Lula, publicado no Diário Oficial de 28/12/2010. Instituída em 1993, a Ordem Nacional do Mérito Científico premia personalidades nacionais e estrangeiras que se distinguiram por relevantes contribuições à ciência e à tecnologia.


“Tornar-se membro da ABC, possibilita a um pesquisador acompanhar o desenvolvimento científico do país, nas mais diversas áreas. Como consequência, inteirar-se da política científica do país, de suas prioridades, do intercâmbio com outros países e do desenvolvimento científico regional. Além disso, possibilita um maior conhecimento de nossas instituições de pesquisa, nas diversas partes do país”, ressalta o professor.

 


Página 40 de 43
Fique por dentro

Busca
Interatividade
Parcerias
Galeria de Fotos

 

O Microsoft DreamSpark (antigo MSDNAA) é um programa da Microsoft que permite a utilização educacional e acadêmica de sua plataforma de software, servidores e ferramentas de desenvolvimento.


 

O Serviço DreamSpark (antigo MSDN AA) vinha sendo oferecido à comuinidade acadêmica pelo NCE há diversos anos. No entanto, recentemente a Microsoft modificou as clausulas contratuais do serviço DreamSpark Premium, e o serviço agora só pode ser utilizado por alunos, professores e técnicos de departamentos nas áreas de STEM (ciencia, tecnologia, engenharia e matemática).

 

Além disso, o serviço DreamSpark Premium não pode ser mais oferecido para toda a instituição academica. De agora em diante, cada departamento STEM deve ter um contrato separado com a Microsoft, para atender aos seus usuários específicos.

 

Portanto, lamentamos o inconveniente,mas as modificações contratuais colocadas recentemente pela Microsoft não permite mais que continuemos a oferecer o serviço DreamSpark da maneira como vinha ocorrendo há anos.

 

Atenciosamente

Agosto/2013

NCE / Instituto Tércio Pacitti

 

Palestra da Semana